Gírias capixaba





Se tem um texto que eu estava querendo escrever, era sobre as variações linguísticas, aquelas famosas gírias que cada estado têm, sabe?! Pois é, fizemos este post com a intenção da galera que não mora no ES, conheça um pouco as gírias capixaba.

girias regional

Imagem reprodução

Conheça as gírias capixabas:

 

Pocar– Normalmente o capixaba usa “pocou” no sentindo de sucesso, coisa muito boa. Ex: O seu discurso pocou; O show do ex beatles pocou.
Pocou pode ser usado no sentido de estourar também. Ex: A bola pocou.

Ir pro rock – Capixaba não vai à festa. Capixaba vai pro rock. Não se assuste quando você vier ao Espírito Santo e te chamarem para ir pro rock (balada, festa).

Bicho – Usamos essa expressão em várias situações, em qualquer frase. Pode ser usado para falar com homem, mulher, criança, com todos. Ex: Bicho, cadê o ônibus que não passa?

Veja Mais: Roteiro de 3 dias pelo Espírito Santo

Palha – É usado se referindo para algum coisa ruim, sem graça. Ex: Que aniversário palho.

Taruíra – Maioria dos capixabas chama a lagartixa de “taruíra”.

Gastura – Capixaba não sente agonia, sente gastura. Gastura é uma palavra usada em vários lugares do país, mas por aqui a gastura reina.

Chapoca – Quem já ouviu falar em Chapoca? Chapoca por aqui é para referir alago grande. Ex: Quero um sorvete chapoca hoje!

 – Lá em Minas é normal usar o “uai”, aqui é “iá” que pode ser usado várias situações. Ex: Iá, o que você tá fazendo aqui?

O verbo pocar é tão forte no ES que foi conjugado e pode ser comprado aqui

Veja aqui os melhores preços de hotéis pelo ES


Booking.com

Para o leitor que mora fora do estado, conte nos comentários quais são as gírias que vocês usam.

Deivson Santana

Capixaba de 25 anos, ama o Espírito Santo, mas adora desbravar lugares novos. É o tipo de viajante de gosta de conforto e luxo, como um bom taurino. Está no instagram como @deivsantana

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Paulo Cesar disse:

    Exatamente isso, desse jeito ….rsrsss

  2. Kimberly Paiva disse:

    Kakakaka é assim mesmo kakakaka

  3. Júlio César disse:

    Faltou alguns outros termos bem peculiares, ao menos aqui no norte do Estado:

    Ingrizia = pessoa chata, irritante;

    Vá trepar na brejaúba! = algo como “vá lamber sabão”, “vá se danar”, etc. (brejaúba é uma palmeira com espinhos enormes e abundantes que machucam muito)

    Panhar = pegar.

    Purgante = o mesmo que “ingrizia”;

    Xodó = o mesmo que chup-chup, sacolé;

    Pão de sal = pão francês;

    Alemão-do-Pavão = branquelo, pessoa de pele muito clara;

    Privada = fossa rudimentar, cavada no chão (capixaba nunca chama o vaso sanitário de privada);

    Trigo = farinha de trigo (capixaba nunca se refere a ela como “farinha”; apenas a de mandioca é chamada de farinha);

    Bucha = esponja de qualquer tipo.

    e por aí vai…

  4. Carla disse:

    Uma coisa q só os capixabas falam é Esburrinhar = entornar, derrubar, transbordar.
    Sou da divisa do ES com o RJ e só ouço essa expressão na capital.

  5. Carlindomar disse:

    Sou capixaba de nascimento (com muita honra), vim prá São Paulo com seis ou sete anos. Preciso de uma cartilha contendo os termos, gírias, palavras mais faladas no espirito Santo. Nasci em barra de São Francisco (mais tarde o nome mudou para Água Doce do Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *